sábado, 26 de abril de 2014

Liberdade

Já alguma vez pensaram na sorte em que temos, por ter uma dádiva chamada "liberdade"?
Temos a chance de falar, de escrever, de agir. Temos a oportunidade de divulgar pensamentos, de ir para onde quisermos, de sair para a rua e irmos ao café acompanhados, de viver livremente. De comunicar sem censura, de falar sem nos prenderem por isso. Temos o direito de opinar quando algo está mal, de nos revoltarmos, de lutarmos por aquilo em que acreditamos.



Isto atualmente, porque antes não era assim. Em Portugal, há 40 anos e 1 dia atrás (25 de abril de 1974), portugueses e portuguesas lutaram por uma vida melhor, onde se poderiam expressar como bem entendessem. Em alguns países essa tal "Revolução" ocorreu mais cedo, outros mais tarde, e há ainda países privados deste direito humano. Países que ainda não tiveram a oportunidade de se revoltar, e países que se encontram no estado de guerra por quererem uma vida livre, uma vida digna de se chamar vida.

Eu não percebo, eu não percebo a necessidade de acorrentarem as pessoas durante eternidades. Será que não percebem que todos somos iguais? Todos somos humanos, todos temos pensamento e opiniões. Se querem ser respeitados, respeitem os outros. Se querem ser ouvidos, ouçam os outros. Qual é a lógica de privar os outros de algo que nós não gostaríamos de ser privados?
"Se não gostas que te façam a ti, não faças aos outros"
Esse ditado não foi criado à toa, apenas com palavras bonitas. Ele diz algo que muitos deveriam ter na sua mente e mentalizar-se disso antes de agir maldosamente, desta maneira tão brutalmente cruel.

Não é justo, não tem lógica, não é humano. E se há sentido para todas estas grandes crueldades, então digam-me qual é.
Dinheiro? Gostava de saber se vocês irão viver para sempre, para se gabar de todo esse "dinheiro".

Tive a sorte de nascer num país livre, onde sempre pude dizer quase tudo aquilo que pensava. E quando não dizia, era por opção própria. Mas, e quem não teve essa sorte? E quem nasce dentro de um clima de guerra, de escravidão, de pobreza, ou de censura? Sinceramente, eu não consigo me imaginar numa região dessas. Sempre lutei pelos meus ideais. E se eu não pudesse lutar por eles? Eu não faço a mínima ideia do que faria.

Então, obrigado. Obrigado a todas as pessoas do passado que lutaram por um bom futuro, obrigado a todos os que me deram este maravilhoso presente. Porque sem vocês, provavelmente não estaria aqui. Não estaria, definitivamente.



13 comentários:

  1. Falou tudo, Ani-chan > u <
    Provavelmente, se não tivéssemos esta liberdade, não estaríamos aqui a escrever aquilo que pensamos ou achamos. Muita gente não entende que é uma dádiva, esta liberdade que temos :<

    Kissus!>3<
    My Paradise

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente nem todos tem a sorte que temos. u-u''
    Estou de volta! ^w^'

    ResponderEliminar
  3. Liberdade é a melhor coisa que tem!!
    Gostei do texto.
    http://semprekpopper.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aye aye!
      A..Arigatou Gozaimasuu~! *o*
      Não estou conseguindo entrar no blog, fala que foi removido... :c pena, gostaria de ter visitado :$
      Volte sempre õ/

      Eliminar
  4. Ani-chan, enviei de presente para você, dois buttons!
    Mandei para o mesmo e-mail que você usou daquela vez. ^^/

    No google+ eu deixei uma mensagem dizendo como usar. o.o/

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aww, kawaiii~~~
      Vou colocar, etto... etto... Arigatou Gozaimasu por tudoo ! >w<
      Sério, não sei como agradecer para você, quer dizer... Você me ajudou tanto e3e
      >/////<

      Eliminar
    2. ^^/ Eu fico feliz em ajudar!
      Hué, mas cadê o código da caixinha? o.o

      Eliminar
    3. Pois, eu acho que ele fugiu quando viu em que blog estava o.o -n

      Eliminar
    4. kkk Mandei pelo google+ os códigos, vê se funciona. n-n

      Eliminar
  5. Conseguii \o/ arigatou gozaimasuu~~ >w<

    ResponderEliminar

A sua opinião é sempre importante! ^-^