quinta-feira, 28 de agosto de 2014

... Não sei o que escrever aqui

Oi... Eu sei que tenho andado um pouco sumida ultimamente, mas eu realmente não tenho nenhuma justificação em especial... Então, peço desculpa por isso. Bom, eu também não tenho nenhum assunto de post em mente (mais uma vez), mas me senti na obrigação de vir, não sei, estou meio em baixo. Então provavelmente vai ser um post menos animados que os demais, então peço desculpa, etto... Vai ser também um pouco mais pessoal e acho que a maioria do que vou escrever não tem muito interesse para vocês... Não sei. Também não estou com muita vontade de pôr imagens neste post, ou de pôr cores diferentes em algumas partes, então vai ser só letras e mais letras, todas iguais.
Foi uma notícia que recebi à coisa de umas 3h, mas só agora é que estou a cair na real e a encarar o que realmente aconteceu.



Etto... O que aconteceu foi que uma parente minha morreu esta noite. Uma tia-avó, mais precisamente. Era irmã do meu avô, que também já está no céu há uns anitos, anitos esses que não são muito difíceis de contar porque são equivalentes aos anos que eu tenho de vida. É, ele morreu no mesmo ano em que eu nasci, então eu não tenho memória alguma a respeito dele. Porém, ele chegou a conhecer-me quando ainda vivo, mesmo que eu não me lembre. O meu irmão é que já não o conheceu mesmo, mas tenho a certeza que ele o vê lá de cima. Não só a ele, mas a todos.
Etto... A minha família vive um pouco ao longo de todo o país, então são bem raras as vezes que os vejo, somente nas datas especiais. E mesmo assim, já lá vai o tempo em que todos estavam reúnidos no Natal e Ano Novo em nossa casa, já que as deslocações são cada vez mais difíceis, devido a problemas de saúde ou até mesmo de dinheiro. Então, agora sempre que "estou em família" é sempre apenas uma parte da mesma. Ou da mãe ou do pai, porque a parte da mãe é do norte e a parte da família do pai é mais para Lisboa e sul, e geralmente somos nós que temos de nos deslocar até lá.

Mas, não era bem disso que eu queria falar. É que... Eu assustei-me comigo mesma quando soube da notícia. Eu não tive qualquer tipo de reação, não fiquei feliz como é óbvio, mas também não fiquei... Triste? Não ao ponto de começar a chorar. Tudo bem que não éramos próximos, mas também não éramos afastados como certos familiares que temos. Na verdade a gente até se encontrava muito nos shoppings, para almoçarmos todos e assim. Eu via-a mais como uma tia do que como uma tia-avó, sei lá x] Apesar da idade já não ser pouca eu até a achava fixe. Foi ela que me deu um caderninho que mais tarde veio a ser o meu primeiro diário, e o último também, porque depois eu ainda tentei ter outro mas não escrevi muito, até que parei. Acho que a última vez que a vi foi lá para Maio, no... No dia do Iberanime, ao qual os meus pais não me deixaram ir. Mas eu não me quero lembrar muito desse dia porque eu fui uma completa idiota nesse dia, e isso ainda me vai deixar pior porque... Porque... Tipo... Vocês acham normal uma pessoa conseguir chorar por personagens que morreram, por coisas idiotas que nem são realidade, por coisas insignificantes, desnecessárias e egoístas, mas... Mas depois, quando se justificaria mesmo chorar, não chorar? Que raio de ser humano sou eu? Eu... Assusto-me comigo mesma, consigo ser assim tão insensível mesmo sem querer. Sou tão... Egoísta. Pergunto-me como seria se tivesse sido uma pessoa mais próxima, como é que eu teria reagido?

Acho que só agora é que estou a perceber que ela realmente faleceu. Imagino como deve estar o lado da família do meu pai. Ela era tia do meu pai e dos meus tios, e para além disso ainda era madrinha deles. A minha prima perdeu a avó dela, a mãe da minha prima e o irmão perderam a mãe e o avô da minha prima perdeu a mulher. Ainda por cima... A tia Lurdes tinha tido alta do hospital à uns tempos, o que provavelmente deixou todos um pouco mais descansados (?) Depois em coisa de dias foi internada de urgência, onde acabou por... Isso. Não me explicaram em detalhes o que aconteceu, mas pelo que entendi foi cancro.
Lembro-me de um jantar, há alguns anos, acho que foi no aniversário da minha avó, em que ela me elogiou bastante. Os meus modos, a minha atitude e comportamento, as minhas boas notas, o meu rosto, voz, tudo. Acho que essa foi uma das raras vezes em que senti orgulho em quem era. Provavelmente nem o demonstrei, já que geralmente dou um jeito de fugir a essas e outras situações, especialmente quando me atrapalho ou fico envergonhada (ainda hoje sou assim).

Mas eu tinha ficado mesmo feliz em ter ouvido aquelas palavras, nunca tinha sido tão elogiada na minha vida. Então... Acho que... Obrigada?

4 comentários:

  1. Os meus sentimentos :c
    É, eu entendo como te sentes. Também sou assim, claro, nunca soube como reagiria se um familiar meu falecesse, mas é como disseste, eu também choro a ver animes e na vida real, quando há situações em que realmente devia chorar, não o faço. Também sinto que sou insensível nesse aspeto e egoísta.
    Mas bem, o meu comentário certamente não te vai ajudar a ficares mais alegre, não tenho muito jeito para essas coisas, gomenasai...
    Mesmo assim, quero que vejas que não és a única a pensar e agir dessa forma ^^ Muitas das vezes o que penso é que pelo menos dou conta de que fui insensível ou egoísta. Se não o tivesse percebido seria pior.
    De qualquer das formas, os meus sentimentos, e espero que fiques alegre mais rapidamente!
    Chuu~

    Aozora no Soba ni Ite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço desculpa por ter demorado tanto tempo para responder, é que tenho andado meio ocupada ÇAÇ'

      Ah, sim çuç' Eu também sou assim~~ çuç' Só o facto de saber que não sou a única deixa-me um pouquinho mais aliviada, às vezes chego a pensar que sou um monstro a ser formado .--.' TTATT"
      E eu também não tenho jeito para essas coisas de consolos, apesar de eu querer sempre ajudar as pessoas, na maioria das vezes eu só pioro as situações e... Bom é isso x--x'
      Hai, é verdade, pelo menos eu dou conta disso... ÇuÇ"

      Aye! o/ Hoje já estou dançando na cara das pessoas e -nnn >ww<
      Arigatou pelo comentário >3<

      Eliminar
  2. Oi, Ani-chan! Você já conhece o Senbonzakura? Se não, agora é uma ótima oportunidade de conhecê-lo! ^^ O Senbon é um projeto inspirado no já extinto Condomínio das Otakus, onde existiam prédios com o tema de diferentes animes. No Senbon, os prédios foram substituídos por andares, mas a função deles é a mesma: realizar vários jogos e desafios para que seus moradores se divirtam e possam ganhar prêmios como avatars, buttons e muito mais dos seus animes preferidos! Recentemente o Senbonzakura passou por uma grande reforma, tornando-se mais versátil e acolhedor! Nosso andar mais recente é o que eu administro, o de Naruto/Naruto Shippuuden ^^ Temos vagas abertas em todos os andares no momento, por isso venha se divertir conosco!~

    Mitsuboru [ Equipe Senbonzakura ]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah~~! Gomen pelo atraso, e gomen pelo esquecimento... Etto... Eu sinto que já vi esse comentário antes. Não, eu realmente vi ele o3o
      Eu falei que ia para lá, mas eu acabei me atrapalhando toda e me esqueci TTvTT
      É que... Eu fico toda confusa, etto... Etto... Sou tão lerdaa ÇAÇ
      Vou ver isso mais uma vez, etto... Gomen por não ter ido lá antes, gomen gomen gomen!! ÇAAÇ

      Eliminar

A sua opinião é sempre importante! ^-^