segunda-feira, 27 de junho de 2016

Bye bye borboletinha

Eu tenho pensado no blog, certamente, e como tentei referir no post anterior (mas nem sequer cheguei a conseguir)  (aqui), deparei-me recentemente com um "fenómeno" (?), que me deixou entristecida, e que me levou também a questionar sobre aquilo que eu realmente quero e deveria fazer?
Dei por mim a visitar blogs que seguia, todos eles. Eu queria ter ideias, inspiração? Não sei, talvez olhar o trabalho de outros que admiro me pudesse iluminar o caminho, me pudesse dar um propósito. Realço que a minha intenção não era copiar, jamais faria tal coisa. Jamais.
Ao fazê-lo, com o que me deparei?
Deparei-me com posts de despedidas: uns recentes, outros mais antigos. Deparei-me com blogs abandonados, apagados. Deparei-me com blogs que supostamente "mudaram a url", mas esses "novos blogs" também já não estavam no ativo, ou já havia também sido removido. Como é óbvio, também me deparei com blogs que, assim como eu, só postavam de vez em quando, e mais alguns, muito raros, que continuavam "ativamente no ativo", com posts semanais ou diários.



Ora, isto deixou-me triste. Considero blogs completamente inativos ou abandonados todos aqueles que não tinham posts há 1 ano ou mais (obviamente, também os que continham despedidas). Todos esses e os que foram apagados, deixei de seguir. Não foram poucos. Já deveria ter uma pequena consciência disso, já houve quem notasse antes de mim, não seria por isso uma novidade. Mas foram tantos. Mais de metade dos que possuía na lista.
Isso deixou-me... Como poderei dizer? Desiludida? Entristecida? Não... Não é exatamente isso... não sei explicar im sorry
Life goes on, right?

Os posts de despedida que fui encontrando em variados blogs, li-os todos.
Li-os e ao ler, constatei que os motivos de praticamente todos os bloggers eram: falta de motivação, falta de tempo, falta de ideias, e ainda um outro que me deixou intrigada - já não se identificavam com o seu próprio blog. O blog já não era aquilo que pretendiam, havia tomado rumos diferentes, e aos poucos, tomou um rumo para longe do próprio autor, de forma a que já não houvesse conexões como se um fosse do outro. Apesar de serem os autores, sentiam que já não o eram. Continuavam a postar e a postar, mas os posts não vinham deles próprios, pois já não se identificavam com eles. Com isso, decidiram parar.
Aqui sim, eu fiquei surpresa.
Para mim, o blog sempre foi um cantinho de desabafo, provavelmente nas alturas em que eu não consigo agarrar num lápis/caneta e escrever com a minha própria mão. Nas alturas em que não quero ou não consigo deixar registados certos pensamentos em nome da minha pessoa, às vezes por não me orgulhar deles. Nem mesmo num diário o consigo fazer, e acredito que nunca ninguém para além de mim o lerá. Talvez por isso eu não poste tão frequentemente, eu só costumo vir aqui "em último recurso", apesar de ir tentando mudar esse facto. Afinal, sinto-me mal comigo mesma sabendo disso, que este cantinho tão precioso é quase uma "última escolha".
Contudo, o blogger para mim também é um meio de comunicação. Com ele pude até fazer amigos e amigas, com quem ainda hoje falo ♥ Mesmo que os leitores não me conheçam, (mesmo que nem sequer tenha leitores), consigo transmitir os meus pensamentos, consigo transmitir sentimentos, consigo transmitir quem sou. Isto é praticamente um refúgio quando nenhum outro me consegue abrigar. É para onde eu fujo. Talvez por isso, nunca poderei dizer que não me identifico com este blog, este blog sou eu, e eu também sou este blog. Tal como o nome do blog diz, isto é "A vida de alguém", posso dizer sem dúvida que, pelo menos, é parte d"a vida de alguém". E esse "alguém", sou eu. Se o blog fala da minha vida, ou partes dela, como poderia não me identificar com ele? Ainda assim, não deixei de me questionar. Afinal, porque não consigo postar mais frequentemente? Será que também eu...-
Calma calma, vejamos, eu não farei isso!

Para não alongar muito mais aqui, vou deixar o resto para um próximo post, e esse será provavelmente o final deste assunto. Nossa eu quando escrevo, escrevo demasiado... Outro problemita que eu tenho... eu acho? Sou cheia de defeitos im sorry T^T
Estes posts são muito estúpidos? Quer dizer, qual o sentido de os fazer? Sei lá, eu sou assim, mas pronto jaja acabará <3 prometo que é só mais um xwx

Sem comentários:

Enviar um comentário

A sua opinião é sempre importante! ^-^